Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012

Vietnamita detido no norte de Moçambique por posse de seis cornos de rinoceronte

Um cidadão vietnamita foi detido em Pemba, no norte de Moçambique, na posse de seis cornos de rinoceronte, quando se preparava para embarcar num voo internacional, revelou na quarta-feira a polícia moçambicana.

O homem, de 58 anos, foi detido no aeroporto internacional da capital de Cabo Delegado, após ter sido encontrado na posse de seis cornos de rinoceronte, cujo valor no mercado negro ultrapassa o do seu peso em ouro.

Esta foi a terceira detenção registada este ano em Pemba de cidadãos vietnamitas, tentando contrabandear cornos de rinoceronte, que são, essencialmente, constituídos por criatina, um aminoácido presente nas unhas humanas, e que a superstição asiática considera ter poderes para curar cancros e aumentar a potência sexual.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 11:50
link do post | comentar | favorito

MAPUTO CONTA COM MAIS UM PARQUE DE ESTACIONAMENTO DE VIATURAS

Um novo parque de estacionamento de viaturas com capacidade para 600 unidades acaba de entrar em funcionamento na capital moçambicana, Maputo.

Trata-se de um empreendimento da empresa “SMB Investimentos”, que opera no mercado há sensivelmente um ano. O mesmo foi construído dentro da parceria entre o Conselho Municipal da Cidade de Maputo (CMCM) e a companhia pública Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), que cedeu o espaço.

Entretanto, o local ainda carece de obras de pavimentação do chão, de lineamento dos lugares para o parqueamento e respectivos protectores.
No local existe uma cancela electrónica para veículos, um gerador e outras infra-estruturas administrativas.

A vereadora do distrito Municipal ‘ka Mpfumo’, Despedida Bento, disse que o Município disponibilizou o espaço para que a SMB construísse o parque, de modo a responder a demanda de estacionamento.
“Inauguramos este parque, resultante de uma parceria entre o CMCM e os CFM para minimizar a falta de estacionamento. O parque ainda não está pronto, mas em menos de um mês estará concluído. Os vagões trazendo o material para a conclusão das obras estão já acaminho”, frisou.

Por sua vez, Thokozile Guilande Cilage, directora do ‘SMB Investimentos’, disse que a empresa vai concluir os trabalhos nas próximas semanas, mas mesmo assim, o parque já esta em funcionamento.

A interlocutora não revelou os investimentos efectuados para o empreendimento.
O parqueamento vai custar 20 meticais por hora e nas horas subsequentes 15 meticais. Brevemente, serão celebrados contractos mensais.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 11:10
link do post | comentar | favorito

Denúncias e Polícia fazem diferença

AS autoridades policiais estão a fazer a sua parte no quadro de combate aos desmandos protagonizados pelos transportadores privados. Um dos primeiros passos dados pela edilidade foi a colocação de duas linhas telefónicas (82-8586230/84-5327497) para denunciar as irregularidades cometidas pelos transportadores, incluindo supostos actos de corrupção envolvendo os motoristas e agentes policiais.

Através daqueles números, a Polícia já apreendeu e multou perto de 40 “chapas” na cidade de Maputo.
Ao que apurámos, na Matola foram igualmente penalizados outros operadores.

Ao operador que desvia ou encurta a rota pela primeira vez aplica-se-lhe uma multa de 1000,00Mts. Pela segunda e terceira paga 2500,00Mts e 3000,00Mts, respectivamente.

Além da intervenção dos utentes, as autoridades consideram que está a contribuir para a redução dos desvios e encurtamentos de rotas a fiscalização feita pela Polícia Municipal à paisana que opera em diferentes terminais e paragens intermédias.

“A Polícia está posicionada sobretudo nas paragens intermédias, uma vez que é lá onde acontecem muitos encurtamentos”, explicou Lázaro Valoi, porta-voz do Conselho Municipal da cidade de Maputo. Conforme disse, tudo está a ser feito para obrigar os “chapeiros” a cumprir as posturas municipais tendo em conta o agravamento do tarifário. No entender do porta-voz, reduziu o universo de operadores que fazem o desvio e encurtamento de rotas. Porém, ainda é preocupante a existência de transportadores que não chegam a terminais por si escolhidos.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 10:48
link do post | comentar | favorito

Tudo está a ser feito para travar irregularidades dos “chapeiros”- garante ATROMAP

DE acordo com a explicação de Álvaro António, fiscal da ATROMAP, desde a entrada em vigor do novo tarifário tudo está a ser feito para travar as irregularidades dos “chapeiros”.

Uma das medidas tomadas pela sua agremiação é o reforço dos fiscais. Hoje são mais de 50 fiscais. Só na rota onde ele está posicionado existem mais de 10 fiscais.
“Reduziram os casos de desvios e encurtamento de rotas. Um dos métodos que utilizamos para o efeito é atribuir, a cada motorista, uma senha diária que custa 20Mts. Ele é obrigado a exibir essa senha quando chega no terminal de Baixa ou Museu”, disse Álvaro António.

Porém, as mudanças em curso não agradam os transportadores. Segundo eles, as filas que são obrigados a cumprir nos terminais rouba-lhes tempo. Ademais, a Polícia está a apertar, nalguns casos, disseram, tendo como objectivo aplicar multas injustas.

“As coisas estão difíceis, pois antes não havia filas. Vamos fazer de tudo para conseguirmos completar a receita diária”, contou Elídio Ernesto Chirindza, transportador da linha Benfica/1.º de Maio.

No entender de Joaquim Muhiwa, motorista de um “chapa” que explora a linha Baixa/P.Combatentes, o agravamento da tarifa trouxe maiores exigências. O seu patrão aumentou o valor da receita que deve apresentar diariamente de 1200,00Mts para 1600,00Mts.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 10:39
link do post | comentar | favorito

TRANSPORTADORES SEMI-COLECTIVOS - Encurtamentos continuam

UMA semana depois dos transportadores privados se terem comprometido a não encurtar as rotas no contexto do aumento da nova tarifa nas cidades de Maputo e Matola, os desmandos persistem, penalizando profundamente os utentes.

A situação é crítica em quase todas as linhas, embora haja casos de alguns transportadores que observam o estipulado.
A Reportagem do “Notícias” acompanhou ontem situações de “chapeiros” que, ostentando a vinheta cidade da Matola/Tchumene, encurtaram a sua rota deixando os passageiros no terminal de Malhampsene para de seguida, chamar os que pretendiam chegar a Tchumene.

Estes acontecimentos têm semeado momentos de rixas entre passageiros e cobradores, estes últimos que fazem valer a arrogância por serem detentores dos meios. O exemplo é da viatura ABG-253MP (cidade da Matola) que, incompreensivelmente, decidiu não chegar ao destino final.

O mesmo fazem transportadores que partem de Matendene (cidadede Maputo) tendo como destinos Museu, Patrice Lumumba, M. Socimol e Xipamanine. Aqueles terminam no cruzamento de Matendene ou no Benfica. Depois de desembarcar, os passageiros voltam a carregar para outros pontos, lesando o bolso do passageiro.

“Estou aqui no Benfica há mais de 30 minutos à espera de um transporte que vai a C.700, mas ainda não vi nenhum. Para mim o novo tarifário só veio agravar o custo de vida, considerando que pagamos mais nas nossas deslocações através do “chapa-100”, palavras de Jorge Chirindza, um dos utentes dos “chapas” que vive no bairro de Bagamoyo.
Para Carla Andrade, residente no bairro de Khongolote, a grande preocupação são os encurtamentos, pois a situação continua na mesma.

Durante a ronda, apurámos que os operadores que partem de Patrice Lumumba, T3 e Liberdade estão na lista dos que fazem encurtamentos. À hora de ponta terminam no Jardim, deixando “à sua sorte” os utentes daqueles bairros.

“Temos estado a ouvir que há transportadores cujas viaturas estão a ser apreendidas e multados. Esperamos que isso não seja só para nos enganar por estes dias, pois a verdade é que ainda há muitos operadores que não respeitam os passageiros. Esta situação deve mudar”, apelou, por seu turno, Luísa Matico, cidadã que vive no bairro de Tsalala.

Alguns “chapas” que partem do Museu ou Baixa com destino a “Drive in” estão na lista dos que violam as posturas municipais na medida em que terminam no mercado de Matendene. Assim sendo, os utentes são obrigados a procurar um outro carro para os seus destinos. Estes são dentre outros exemplos dos desmandos protagonizados pelos transportadores.
Todavia, operadores há que mudaram de comportamento, sobretudo na cidade de Maputo. São “chapeiros” que eliminaram os desvios e encurtamentos, tendo em conta o estímulo de que beneficiaram pelo aumento do preço.

Presentemente, esses transportadores já não obrigam os seus passageiros a pagar pelas ligações, pois carregam nos terminais, dentro da normalidade. “Não há dúvida de que as coisas mudaram. Já não encurtam. Como podem ver aqui há muitos carros”, afirmou Celeste António, cidadã que habitualmente apanha “chapas” que exploram a rota P. Combatentes/A. Voador. Cenário similar nota-se na rota Benfica.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 10:26
link do post | comentar | favorito

Governo vai receber quadros séniores da Renamo

O Conselho de Ministros reuniu-se ontem, em Maputo, na sua 3ª sessão extraordinária para apreciar o pedido da Renamo, dirigido ao Presidente da República, Armando Guebuza, solicitando uma audiência ao Governo para quatro quadros seniores da Renamo, nomeadamente Manuel Bissopo, Eduardo Namburete, Meque Brás e Abdul Magid Ibraimo.

Em declarações à Imprensa, o porta-voz do Conselho de Ministros, Henrique Banze, afirmou que o Governo aceitou o pedido de audiência, tendo decidido que os referidos quadros da Renamo serão recebidos por uma delegação chefiada pelo Ministro da Agricultura, José Pacheco, e que integra, entre outros, os Vice-Ministros da Função Pública e das Pescas, respectivamente, Abdurremane Lino de Almeida e Gabriel Muthisse.

A audiência, segundo a fonte, terá lugar em Maputo, a capital da República de Moçambique, em data e hora a serem comunicadas à Renamo.
“O Governo realça que em momentos anteriores a Renamo já solicitou encontros com a Frelimo e não com o Governo, contrariamente ao que vem referido no pedido em apreço”, disse Henrique Banze.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 10:23
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2012

Transportadores internacionais trocam acusações

Quatro associações de transportadores internacionais que trabalham no Terminal Internacional da Baixa, na cidade de Maputo, estão, desde ontem, em conflito. È que três associações, nomeadamente, Tuva, Hluvukane e Kindlimuka, acusam a associação denominada Mosata de estar a inviabilizar o trabalho das restantes, impedindo as suas viaturas de carregarem para os destinos para os quais foram licenciadas.

Na verdade, trata-se de um problema antigo. Leonor Armando, uma das operadoras da praça, explicou ao nosso jornal que desenvolve a actividade de transporte internacional desde 1994, muito antes de se construir a praça da baixa. Quando a edilidade decidiu construir aquela infra-estrutura, foi acordado que todos os operadores que faziam transporte internacional deviam passar a trabalhar dentro da praça. Porém, de há um tempo para cá, o cenário mudou. Apareceu um grupo de pessoas que luta a todo o custo para inviabilizar o trabalho dos outros, e, desta vez, essa associação chama-se Mosata.

Este grupo de transportadores que formam a Mosata alega que os membros das três outras associações não podem operar em determinadas rotas para África do Sul, nomeadamente, Joanesburgo, Rustenberg e Durban, alegadamente porque não possuem nenhuma parceria com as associações locais daqueles pontos.

É que, no âmbito dos acordos bilaterais, no quadro da implementação do protocolo da SADC, Moçambique e África do Sul,representados pelos respectivos ministérios dos transportes, assinaram um acordo que rege esta actividade entre os dois países. Esse acordo exige, dentre outras obrigações, a constituição de parcerias entre associações de transportadores nacionais e as daquele país, para permitir que estes, quando lá chegam, sejam apadrinhados pelo parceiro, para, por via disso, conseguirem carregar noutras praças internacionais.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 13:15
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds