Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012

Província de Tete: Oito óbitos por diarreias nos últimos nove meses

OITO pessoas padecendo de diarreias num universo de 43.171 casos diagnosticados ao longo dos últimos nove meses do ano em curso perderam a vida em diversas unidades sanitárias, com maior destaque para o hospital provincial de Tete.

Os dados foram facultados à nossa reportagem ontem pela directora provincial da Saúde, Dra.Carla Mosse, que referiu haver ultimamente uma subida de casos de diarreias, o que está de certa maneira a preocupar as autoridades sanitárias, tendo em conta que a cólera poderá ocorrer nos próximos meses, época das chuvas.

O maior número de casos de diarreias foi notificado na cidade de Tete, com 13.445 correspondendo cerca de 31.1 porcento do total de casos reportados ao nível da província. Uma das principais causas desde elevado número de casos tem a ver com o deficiente saneamento do meio por falta de latrinas, uma vez que a cidade está localizada numa zona rochosa que não permite a abertura de latrinas.

“Medidas preventivas estão sendo levadas a cabo pelas autoridades sanitárias que consistem na mobilização das comunidades sobre a necessidade de observância rigorosa de cuidados elementares da higiene e limpeza no seio das comunidades e pessoas singulares” - disse Dra. Carla Mosse.

A médica disse que a tónica das palestras em curso nas comunidades desde os princípios deste semestre reside em exemplos práticos e simples como a fervura de água, uso do cloro, conservação de alimentos, construção e uso correcto de latrinas, para evitar a ocorrênciada cólera .
Relativamente à campanha da semana nacional de vacinação a decorrer no país de 26 a 30 de Novembro em curso, a direcção provincial de Saúde projectou 381.078 crianças dos 0 a 5 anos de idade como meta na vacina contra a poliomielite, 365.478 Suplementação da Vitamina A e 323.136 desparasitadas.

De acordo com a directora provincial de Saúde, um número considerável de cerca de 443.477 mulheres vão beneficiar de meios de prevenção de gravidez através do planeamento familiar e um dado novo a ser introduzido na campanha é o registo à nascença de crianças, uma acção que será executada em coordenação com o Ministério da Justiça.

Cerca de 337 brigadas móveis constituídas por profissionais da saúde vão assegurar a campanha de vacinação e, segundo a directora provincial de Saúde, já se encontram criadas todas as condições logísticas desde os recursos humanos, materiais e meios de locomoção.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 12:15
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds