Domingo, 15 de Abril de 2012

Milhões de dólares foram encontrados em sacos e caixas no quarto de Bingu Wa Mutharika

O falecido Presidente Bingu wa Mutharika deixou biliões de kwachas e outros milhões de dólares escondidos no seu quarto no Palácio Presidencial em Lilongwe.
De acordo com a Polícia, no quarto de Bingu wa Mutharika também foram encontrados milhões de doláres. O dinheiro estava dentro de sacos e outra parte guardado em caixas. A polícia está a contar o dinheiro e a investigar a sua proveniência.
Fontes próximas dizem que o dinheiro corria o risco de ser roubado por familiares e outros membros do partido no poder, que saquearam o palácio logo depois da morte de Bingu wa Mutharika.
Presume-se que todo o dinheiro pertencia a Bingu wa Mutharika, uma vez que foi encontrado no seu quarto pessoal.
Acredita-se que sejam mais de cinco biliões de kwachas, mas a polícia confirma que maior parte do dinheiro está em doláres. Suspeita-se que alguns familiares de Bingu wa Mutharika estavam para retirar o dinheiro, mas a polícia foi a tempo de impedir o roubo.
No entanto, os familiares não souberam explicar para onde se destinava o dinheiro, mas aparentemente a ideia era de levar o dinheiro e outros objectos de valor pertencentes a Bingu wa Mutharika para a sua farma em Thyolo, onde se realiza o seu funeral no próximo dia vinte e três de Abril.
Algumas informações que circulam no Malawi alegam que o falecido Presidente Bingu wa Mutharika drenou fraudulentamente muito dinheiro.
Os jornais escrevem que, entre outras fraudes, ele sacou catorze biliões de kwachas, cerca de oitenta milhões de doláres do erário público para construir uma mansão na sua farma em Thyolo.
Em cerca de oito anos que esteve na liderança do Malawi, os jornais escrevem que Bingu wa Mutharika conseguiu levantar um grande império.
Para além da sua mansão de oitenta milhões de doláres em Thylo, ele construiu um mausoléu para a sua primeira esposa, de nacionalidade zimbabweana, avaliado em um bilião e oitocentos milhões de kwachas.
Mas ainda, Mutharika levantava de quinze em quinze dias cinquenta milhões de kwachas para uso pessoal, para além de comissões chorudas que recebia através das suas influências.
A lista das contas bancárias e extravagâncias de Bingu Wa Mutharika vai sendo conhecida à medida que se vão se esclarecendo algumas zonas de penumbra que marcaram a sua administração.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 12:32
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds