Sábado, 3 de Novembro de 2012

ACADEMIA SAMORA MACHEL EM NAMPULA PODE FORMAR MILITARES ZIMBABWEANOS

Um grupo de trabalho integrando representantes dos ministérios de defesa de Moçambique e do Zimbabwe será criado, em breve, para a concepção de um Memorando de Entendimento sobre a formação de cadetes das forças armadas zimbabweanas na Academia Militar Marechal Samora Machel, localizada na província nortenha moçambicana de Nampula.

O facto foi anunciado pelo Comandante do Exército Nacional do Zimbabwe, Tenente-general Phillips Sibanda, no termo da sua visita de uma semana a Moçambique, enquadrada nos esforços para o incremento da cooperação militar entre os dois países.
“Temos um grande interesse em que cadetes das forças armadas zimbabweanas sejam formados na Academia Militar Samora Machel, e para a materialização desta ideia, numa primeira fase, vai ser criado um grupo de trabalho que irá conceber um memorando de Entendimento que definirá quando e como essa formação irá ocorrer”, disse Sibanda.

Referiu que a cooperação entre Moçambique e o Zimbabwe começou muito antes da independência zimbabweana, em 1980, “ e a formação de cadetes em Nampula é uma continuação daquilo que vínhamos fazendo”.

Presentemente, a cooperação entre as forças armadas dos dois países abrange, fundamentalmente, a troca de informação e a formação de formadores militares das Forças Armadas de defesa de Moçambique (FADM), na área de Serviços Cívicos.

Entretanto, o Comandante do ramo do Exército das FADM, Major-General Eugénio Mussa, considerou boa a cooperação militar entre os dois países, e inclui, entre outras actividades, a realização de exercícios militares conjuntos.

Para o oficial moçambicano, no âmbito desta cooperação, as escolas Práticas dos exércitos dos dois países “terão que tentar interligar-se, devendo a Academia Militar Marechal Samora Machel tornar-se uma instituição internacional”.

Mussa revelou que Moçambique possui, neste momento, militares a serem formados na área de Serviços Cívicos no Zimbabwe, para além de um outro grupo que está a ser treinado no Colégio Militar zimbabweano.
Refira-se que, recentemente, o Botswana manifestou também interesse em enviar a Moçambique efectivos militares seus para serem formados na Academia Militar Marechal Samora Machel.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 11:53
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds