Quinta-feira, 27 de Setembro de 2012

Guebuza reeleito presidente da Frelimo

ARMANDO Guebuza, foi ontem reeleito, em Pemba, Provincia de Cabo Delgado, presidente da Frelimo, para um mandato de mais cinco anos.

A recondução de Armando Guebuza para o segundo mandato consecutivo à frente dos destinos do partido no poder foi feita no decurso do 10º Congresso desta formação política que decorre desde a passada sexta-feira, cujo término está marcado para amanhã.

Guebuza foi reeleito com um total de 98,76 por cento, de um universo de 1858 delegados presentes no acto da votação, de um total de 1939 eleitos pelas conferências provinciais, zero votos nulos e 23 em branco.

Após uma eleição que iniciou às 15.30 horas e terminou às 17.05 horas, o vencedor que concorreu para a sua própria sucessão, foi longa e efusivamente saudado pelos congressistas com cânticos e danças, troca de abraços de felicitações, numa alegria incontida que contagiou não só os delegados, mas também os convidados.

Visivelmente emocionado, Guebuza, agradeceu a confiança depositada em si pelos seus camaradas, prometendo continuar a trabalhar para que o partido que dirigirá nos próximos cinco anos, continue “mais glorioso e vitorioso”.

“Continuarei a trabalhar para que os sonhos do nosso povo que não é o somatório dos sonhos de cada um de nós, mas que é isso e mais algo, que o sonho de todos os moçambicanos possa cada vez estar mais próximo da sua realização, o sonho de bem-estar, o sonho de felicidade, mas que todos nós sabemos que esse sonho só se realiza com muito trabalho”, referiu, interrompido por uma longa salva de palmas.

O recém-reeleito afirmou ainda que todos os moçambicanos querem o seu bem-estar “e todos nós devemos fazer a nossa parte na contribuição para esse bem-estar e no reforço cada vez maior da nossa unidade e, sobretudo, da auto-estima”.
Convidou os moçambicanos a terem o que chamou de amor próprio e para que se respeitem a si próprios e também como Nação.

Enquanto isso, hoje será conhecida a composição do novo Comité Central, que, por sua vez, elegerá o novo secretário-geral, a Comissão Política, os membros do Secretariado, bem como o secretario do Comité de Verificação e os nove membros do órgão.
Os mais de 100 membros do Comité Central que foram eleitos pelas conferências provinciais que antecederam a mais alta reunião da Frelimo, serão confirmados por voto aberto, enquanto que os restantes vinculados nos órgãos centrais, nas organizações sociais, nos órgãos centrais do Estado e os afectos às áreas económicas e sociais privadas e públicas, serão submetidos ao voto secreto, num exercício que iniciará às nove horas devendo prolongar-se ate ao final da tarde.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 11:06
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds