Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012

Ponte Maputo/Katembe e Circular de Maputo

O Presidente da República, Armando Guebuza, procedeu, ontem, ao lançamento da primeira pedra para a construção da ponte que vai ligar as duas margens da baía de Maputo, de estradas que vão ligar Katembe à Ponta D’Ouro e Boane à Belavista, bem como da Grande Circular de Maputo.

As duas empreitadas estão avaliadas em mais de um bilião de dólares norte-americanos, financiados por uma instituição financeira da China, por isso, a sua execução também será levada a cabo por empreiteiros chineses, que até já têm um estaleiro montado, ao longo da estrada do Grande Maputo e com equipamento e material mobilizado para o avanço das obras, com a duração de trinta meses. Aliás, ao longo daquela estrada que liga a Avenida Dom Alexandre Maria dos Santos à Estrada Nacional número Um as obras já estão em curso.

Neste momento, os municípios de Maputo e Matola e o governo do distrito de Marracuene estão a terminar os levantamentos para apurar com exactidão quantas famílias e instituições terão de ser deslocadas, para dar lugar quer às estradas, quer às obras da Ponte Maputo-Katembe.

A grande novidade em relação à Grande Circular de Maputo, anunciada pelo presidente da República e que nunca antes tinha sido mencionada ao se falar do projecto, é que a empreitada inclui a construção da ponte sobre o rio Incomáti, em Marracuene, que vai facilitar o acesso às zonas potencialmente turísticas e agro-pecuárias de Macaneta, Hobjana, Taúla, entre outros.

Actualmente, as populações daquelas regiões dependem de um batelão para terem acesso à vila de Marracuene e, consequentemente, à capital do país.

O projecto inclui ainda, segundo o ministro das Obras Públicas e Habitação, Cadmiel Muthemba, a reabilitação das ruas daquela vila.
Refira-se que a Grande Circular visa criar novos acessos à capital do país através de Marracuene e Matola, e permitir aliviar o trânsito dentro da cidade de Maputo através da possibilidade de todas as viaturas que, por exemplo, vêm da África do Sul não necessitarem forçosamente de entrar na capital do país quando o seu destino é o norte de Maputo e outras províncias do país.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 18:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds