Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

Escola de Condução do Ministério do Interior entre as piores do país

Uma avaliação do Instituto Nacional dos Transportes Terrestres (INATTER) revela que a Escola de Condução do Ministério do Interior é das 12 piores do país, num ranking liderado pela Escola de Condução Índico, seguida de Namuli, Viauto e Jecka, todas localizadas na cidade de Maputo.

A seguir, vêm as escolas de condução de Inhambane, nomeadamente: Mina, Quissico, Modesta e Paula e Filhos, nas 5ª, 6ª, 7ª e 8ª posições, respectivamente.

A Escola de Condução do Ministério do Interior ocupa o 9º lugar nesta lista.
Os restantes lugares (10º, 11º e 12º) são preenchidos sucessivamente pelas Escolas de Condução Latimija, Alto-Maé, da cidade de Maputo, e Lanterna, de Inhambane, foi mesmo vermelha. Ocupa a última vaga das 12 piores escolas de condução que operam em Moçambique.

Nota-se no ranking das piores escolas a ausência das escolas de condução das províncias de Maputo, Gaza, Sofala, Tete, Zambézia, Nampula, Cabo Delgado e Niassa.

De acordo com o comunicado do INATTER, publicado no diário “O País” de ontem, as escolas de condução Namuli e Índico encontram-se suspensas devido a uma série de irregularidades.

Namuli foi descrita como estando em situação grave, uma vez que, nos últimos tempos, vinha funcionando apenas com duas viaturas de instrução contra o mínimo de três exigidas pela lei para os estabelecimentos de género situados nas cidades.
Igualmente, por força do Regulamento de Funcionamento das Escolas de Condução, Namuli devia dispor de equipamento de projecção, quadros ilustrativos de sinais de trânsito, salas de aulas técnicas e de espera.
O mais grave ainda é que os instrutores da escola utilizavam sinais de trânsito revogados há mais de um ano, induzindo em erro os instruendos. Situação similar foi detectada na Escola de Condução Índico, criada em 1993.

O director-geral do INATTEL, Taibo Issufo, explicou, na altura, que a situação verificada nas duas escolas pode ser encontrada na maioria dos 103 estabelecimentos existentes em todo o país, alertando que, nos próximos tempos, mais unidades de ensino poderão ser suspensas sobretudo na cidade capital.
“
Aliás, há escolas que nem pagam manifesto das suas viaturas nos termos das normas em vigor. Outras ainda permitem que instruendos façam exames sem cumprir o mínimo de aulas teóricas e práticas determinadas”, disse Issufo.
Ao permitir tais situações, as escolas de condução estão a concorrer para uma fraca qualidade de condutores de veículos e, consequentemente, para o aumento do número de acidentes de viação.

As 12 melhores escolas…

O mesmo comunicado do INATTER anuncia o ranking das 12 melhores escolas de condução do país, no qual se destacam a Avançada e Internacional, nas primeiras duas posições, respectivamente, todas da cidade de Maputo. As 3ª, 4ª e 5ª posições são preenchidas, sucessivamente, pelas escolas de condução Auto Mubay (Nampula), Atlântica (Sofala) e Machava-Sede na província de Maputo.

Nesta lista encontram-se ainda as escolas Adilton (Cabo Delgado), Da Macia (Gaza), Rodauto (Zambézia),Planalto (Manica) e Ndzero (Niassa). As duas últimas posições são ocupadas, respectivamente, pelas Auto Volante (Tete) e Langa e Filhos.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 10:03
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds