Quinta-feira, 5 de Abril de 2012

Paraná Apoiará Maputo

Por recomendação do Banco Mundial (Bird), a experiência do Estado brasileiro do Paraná em programas de desenvolvimento urbano será compartilhada com a cidade de Maputo.
Um termo de cooperação técnica a ser implementado com recursos do Bird foi assinado nesta quarta-feira (4) pelo vice-governador daquele Estado Flávio Arns e o presidente do Conselho Municipal de Maputo, David Simango. O acordo beneficiará Maputo e toda a sua região de influência.O Estado do Paraná tem como capital Curitiba.
O documento prevê a cooperação técnica para a contratação de serviços de consultoria, assessoria, apoio técnico, acompanhamento e identificação de soluções baseadas em melhores práticas adoptadas no Brasil e, mais especificamente, no Paraná, para serem aplicadas pelo Conselho em Maputo.
Com duração de 12 meses e possibilidade de renovação, o acordo prevê, dentre outras ações, missões técnicas e estudos para a elaboração de projectos que permitam ao Conselho Municipal de Maputo obter recursos do Banco Mundial para investimento no país. Estão previstos estudos nas áreas de finanças municipais, com ênfase em administração do imposto predial autárquico.
Flávio Arns explicou que representantes de bancos internacionais apontaram o Paraná como um parceiro importante para os desafios de Moçambique.
“Sob a chancela do Banco Mundial,os técnicos do Parana e da cidade de Maputo trocarão experiências,de forma que o Paraná colabore nos desafios que a capital moçambicana vem enfrentando e contribua para propiciar maior desenvolvimento urbano e social àcidade e a Moçambique”, afirmou Flávio Arns.
PRO MAPUTO
O Programa de Desenvolvimento Municipal de Maputo (Pro Maputo) é um programa de dez anos que vem sendo desenvolvido na capital de Moçambique e se estenderá até 2017.
“No processo de documentação do programa, o Bird recomendou Paraná por ser um estado que teria muito a dar em termos de assistência técnica e fizemos essa proposta de convênio que foi atendida para que nos tornemos um município com maior capacidade”, disse o presidente do Conselho Municipal de Maputo, David Simango.
Segundo ele, o Pro Maputo tem três importantes pilares: de capacitação institucional e de recursos humanos; de desenvolvimento econômico e sustentável e de prestação de serviços de qualidade aos munícipes. O documento firmado com o Parana-cidade prevê assistência técnica para o desenvolvimento econômico e sustentável municipal.
A proposta foi aprovada pelo Banco Mundial devido à competência do governo do Paraná, especificamente do Parana cidade, na execução e no gerenciamento de programas estaduais e municipais de desenvolvimento urbano, com a participação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (Bid) e do Banco Mundial (Bird).
Também participaram da solenidade funcionários séniores do CMCM, nomeadamente, o vereador de Finanças, Rogério Nkomo; a técnica de Relações Internacionais, Irene Tomás Boane, sendo que do lado brasileiro estiveram, entre outros, o superintendente-executivo do Paranacidade, Wellington Dalmaz e o presidente da Paraná Turismo, Marcos Meyer.

Fonte: RM
publicado por Jornal NMz Moçambique às 12:08
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds