Domingo, 24 de Junho de 2012

MALEMA ACUSA ZUMA DE CORRUPTO E TRIBALISTA

O destituido líder da ala juvenil do Congresso Nacional Africano (ANC), partido no poder na Áfricado Sul, Julius Malema, atacou o Presidente sul-africano, Jacob Zuma, acusando-o de ser corrupto e tribalista, por, alegadamente se preocupar mais com o desenvolvimento da sua aldeia, em NKandla, na província do KwaZulu-Natal.
O ataque de Malema sabado contra o Presidente ocorre uma semana depois de Zuma convencer ao Comité Executivo Nacional (NEC), orgäo maximo de decisão do ANC, para não reconsiderar a medida da sua expulsão.
Discursando num encontro promovido pelo grupo “Amigos de Zuma”, formado pouco depois da sua demissão de vice-Presidente, pelo seu predecessor, Thabo Mbeki, em 2005, Malema atacou os dirigentes do ANC pelo seu alegado “mau” posicionamento com relação a juventude.
Ele acusou Zuma de ser corrupto e apelou aos seus seguidores para desobedecerem a liderança do estadista sul-africano, sublinhando que a sua expulsão foi decidida por um punhado de indivíduos.
Malema disse que Zuma é Presidente de uma facção do ANC, a mesma que decidiu a sua expulsão.
“Nunca marcharam contra a corrupção, crime, mas marcharam contra “The Spear,” numa referência ao protesto, o mês passado, contra a galeria “Goodman”, após esta retratar Zuma com os seus órgãos genitais.
No discurso, o antigo líder da liga juvenil do partido no poder na África do Sul disse que não estava a favor de um segundo mandato de
Zuma na liderança do partido e do país, face aos seus escândalos.
“Não queremos um Presidente que vai ser controlado por famílias fora do ANC. Queremos, sim, um Presidente de uma liderança colectiva. Zuma não é um líder deste género,” disse Malema.
Reiterou que Zuma é um ditador, acrescentando que ele está a instruir estruturas do partido para que a sua expulsão não seja analisada pelo congresso, marcado para Dezembro deste ano.
Malema, acusado de divisionismo e insultar Zuma, foi ainda longe, ao descrever o Presidente de ser egoista e comprometido com os interesses individuais.
Na semana passada, a liga juvenil do ANC denunciou Zuma de estar a construir, em Nkandla, uma propriedade, na ordem de 65 milhões de Randes.
O recinto onde está a ser erguida aquela propriedade inclui uma pista de aterragem de helicópteros, uma clínica militar, uma esquadra da polícia, um parque de viaturas e uma estancia turística.
“Devemos conhecer este homem, o homem que favorece a sua família, que não se preocupa como seu povo, este homem da sua tribo... o homem que se diz ser unificador deste ANC hoje tao dividido,” sublinhou.
Fez uma radiografia da liderança de Zuma, questionando o motivo do Presidente efectuar remodelações periódicas do seu Executivo.
Explicou que pelo facto de serem sistemáticas, as remodelações reflectem algo de errado na escolha dos funcionários, situação que, para Malema, explica o seu caracter.
“As coisas tornaram-se piores. As instituições governamentais passaram a ser campo de lutas pelo poder,” frisou.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 13:07
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds