Sexta-feira, 8 de Junho de 2012

Violência semeia pânico entre os taxistas de Nampula

Um homicídio e duas tentativas de assassinato de taxistas de Nampula, norte de Moçambique, ocorridos nas últimas três semanas semearam o pânico e levaram as autoridades a admitirem a existência de um perigo real para a classe.
A situação de insegurança, que inclui sistemáticos assaltos, levou a que alguns operadores de táxi ameacem abandonar a actividade, disse hoje à Lusa fonte policial.
De acordo com Início Dina, chefe das Relações Públicas no Comando Provincial da Policia da República de Moçambique (PRM), três casos de assalto aos operadores de táxi foram registados na capital provincial em menos de três semanas.
O primeiro caso de assassínio ocorreu no dia 20 de maio no bairro de Muhala Expansão, arredores da cidade, e a vítima foi um taxista que ali circulava.
Dois outros casos de tentativa de assassínio aconteceram no dia 04 de junho em curso em bairros diferentes, mas a resposta policial abortou a agressão.
"O taxista encontrava-se amarrado quando a viatura foi imobilizada pelo agente da polícia", disse Dina, acrescentando que os autores destes actos foram já identificados, estando detidos nas celas da PRM.
Entre os suspeitos, estará um estudante da 10.ª classe que terá confirmado ter participado "numa caça" aos taxistas, na companhia de um seu cúmplice, ainda em parte incerta.
"O meu amigo disse que devíamos chamar um taxista para o atacar e nos apoderarmos da sua receita do dia. Aceitei o desafio porque estive falido, mas antes da operação mandou-me comprar piripiri para o colocarmos nas vistas", disse aos jornalistas o jovem, J.P., de 18 anos de idade.
C.H, outro suspeito desmentiu ter participado da operação de tentativa de assalto denunciada por um taxista, mas confirmou ter obrigado o motorista a abandonar a sua viatura.
De acordo com Dina, os assaltos aos taxistas começam já a preocupar a Policia e a Associação dos Transportadores Rodoviários ao nível da província de Nampula que, entretanto, lançaram apelos a automobilistas no sentido de não aceitarem percorrer longas distancias, sobretudo à noite.
A fonte disse que certos taxistas são aliciados por altos valores e por isso arriscam a vida.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 10:47
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds