Terça-feira, 5 de Junho de 2012

REQUALIFICAÇÃO DE NHLAMANKULO ABRANGE SEIS MIL FAMÍLIAS

Pelo menos seis mil famílias vão ser directamente abrangidas pelo projecto de requalificação do Bairro de Nhlamankulo C, arredores da cidade de Maputo, que entrou já na fase de implementação, com o apoio da Itália, Brasil e Aliança de Cidades.
O anúncio foi feito, recentemente, pelo Presidente do Conselho Municipal de Maputo, David Simango, para quem este número foi apurado durante um levantamento efectuado por uma organização internacional contratada no âmbito da implementação deste projecto.
“Foi feito um levantamento que nos permite saber que são seis mil famílias que vão ser abrangidas, estando neste momento em curso todo um processo de diálogo entre as partes, para uma abordagem mais sustentável da requalificação do bairro”, esclareceu o edil da capital moçambicana.
Segundo o dirigente, nem todas as famílias abrangidas vão ser transferidas para outros locais, “porque requalificação não significa, necessariamente, reassentamento; as seis mil famílias estão na zona de trabalho no âmbito deste projecto”.
O diálogo actualmente em curso visa garantir uma activa participação dos residentes locais, de modo a que o projecto de requalificação do Nhlamankulu, um bairro com problemas de acesso, drenagem e saneamento,produza resultados e impacto positivos.
O levantamento permitiu, por exemplo, saber quantas pessoas vivem no bairro e que tipo de habitações é que possuem.
Orçado em cerca de três milhões de dólares norte-americanos, o projecto visa o melhoramento das condições de vida e de desenvolvimento da população de baixa renda residente em áreas informais, onde vai ser construído um sistema de saneamento adequado.
Essas zonas, onde as condições de vida dos residentes locais são precárias, vão ser dotadas também de um melhor arruamento e de outras infra-estruturas sociais que garantam um ambiente de habitabilidade urbana.
David Simango disse que este projecto faz parte também da estratégia governamental de combate à pobreza em Moçambique e que assume contornos preocupantes sobretudo em zonas suburbanas das principais cidades do país.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 06:01
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds