Terça-feira, 22 de Janeiro de 2013

Caso sequestros: Ministro do Interior satisfeito com desempenho da PRM

O Ministro do Interior, Alberto Mondlane, manifestou, em Maputo, a sua satisfação com o desempenho da Polícia (PRM) em resposta aos últimos sequestros reportados recentemente na capital moçambicana.
Mondlane manifestou este sentimento minutos após o término de um encontro que manteve com o presidente do Município da cidade de Maputo, David Simango.

“O nível de conhecimento e de provas que a polícia tem reunido nesses casos, deixa-nos satisfeitos e tranquilos e prova que o Estado está a controlar o crime organizado no país”, disse Mondlane que ontem iniciou uma visita de trabalho a cidade de Maputo.

Contudo, Mondlane adverte que a PRM deve continuar a trabalhar com o mesmo afinco de modo a evitar a ocorrência de novos casos de rapto.
“Nós apenas nos devemos sentir confortados com o nível de condições que criamos para fazer enfrentar este mal, e pretendemos continuar a garantir essa capacidade”,vincou.

O titular da pasta do Interior frisou que espera ver durante a visita o sucesso dos esforços realizados pela corporação, de modo a garantir a ordem e tranquilidades públicas em Maputo.
“Apesar das investidas dos criminosos aqui na nossa cidade, a Polícia tem sabido dar resposta. Por isso, viemos aqui para ver as condições em que se encontram as pessoas que trabalham na linha da frente e ver o que podemos fazer para reforçar essa capacidade”, disse.

Durante a visita a cidade de Maputo, Mondlane espera ouvir as dificuldades enfrentadas pela corporação e tentar encontrar possíveis soluções.
Na manhã de ontem, o ministro também manteve encontros com a PRM, Serviços de Bombeiros e de Migração.
A agenda do ministro inclui ainda um encontro com membros da comunidade muçulmana e visita aos distritos municipais Ka Mubukwane, Ka Tembe e Ka Nyaka.

Refira-se que na semana passada, a PRM mostrou três locais situados em bairros periurbanos de Maputo, que vinham sendo usados por um grupo de supostos criminosos para manter, em cárcere privado, as vítimas dos recentes raptos ocorridos em várias partes da capital.
As propriedades, situadas nos bairros de Magoanine “B”, Aeroporto e 25 de Junho serviam de esconderijo das vítimas dos sequestros que têm vindo a abalar a capital e, em conexão com os casos, estão detidos, nas celas da PRM, no Comando da Cidade, três supostos criminosos (um mestiço e dois negros).
publicado por Jornal NMz Moçambique às 16:51
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds