Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2013

Obra da estrada que liga a 2ª ponte sobre o rio Zambeze atrai malfeitores

– As obras de construção da estrada que vai ligar à segunda ponte sobre o rio Zambeze está a atrair malfeitores na localidade de Benga, no distrito de Moatize, na província de Tete.

O chefe da localidade de Benga, Fernando Paquete,disse ao Canalmoz que desde o início dos trabalhos de construção da estrada que liga a segunda ponte sobre o rio Zambeze à empresa Rio Tinto na localidade de Benga, os casos de criminalidades subiram.
Paquete disse que nos últimos dois meses, como resultado de acções dos malfeitores, duas mulheres foram violadas. Uma é maior de idade mas a outra é uma adolescente de 15 anos. São também reportados casos de roubo de gado bovino e caprino além de combustível nos carros das empresas que estão a construir a estrada.

“A implantação destes dois projectos está a criar um terreno fértil para a existência de malfeitores. Duas mulheres já foram sexualmente violadas, sendo uma delas uma adolescente de 15 anos. Também ocorrem casos de roubo de gado”, disse.

Afirmou que um fontenário já foi vandalizado pelos malfeitores. Neste momento, a água consumida na localidade de Benga é tirada directamente do rio. Aliás, o precioso líquido é transportado por um tubo de uma empresa que está a prestar serviços na zona. Vendo a população de Benga a sofrer, furou-se um dos tubos que atravessam a sede da localidade, para a população aproveitar água.
“Já informámos o governo sobre esta situação. Teremos que encontrar uma alternativa. Devido ao saneamento do meio temos doenças diarreicas e malária como as mais frequentes”, disse.

As obras de construção da segunda ponte sobre o rio Zambeze, que ligará a cidade de Tete e o distrito de Moatize, estima-se que fiquem concluídas até Setembro de 2014. As obrast iveram inicio em 2011.

A nova ponte sobre o rio Zambeze tem um comprimento de 715 metros.
Localizada a cerca de cinco quilómetros a jusante da actual ponte Samora Machel no sentido do curso das águas do Zambeze, a ponte está a ser construída por um consórcio de empresas portuguesas – Mota-Engil Engenharia e Construções, a Soares da Costa Construções e a Opway. A ponte liga o distrito de Moatize e o município da cidade de Tete, através da localidade de Benga e do Bairro Mphadue. O empreendimento em curso incluiu a reabilitação de cerca de 260 quilómetros de estrada que faz a ligação da cidade de Tete às fronteiras com o Zimbabwe, a caminho de Harare, e com o Malawi, para Blantyre. Vai custar 105 milhões de euros.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 09:26
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds