Domingo, 15 de Abril de 2012

AIRES ALI INICIA VISITA DE TRABALHO DE TRÊS DIAS AO BRASIL

Primeiro-Ministro moçambicano, Dr.Aires Ali,chegou hoje ao Brasil para uma visita de trabalho de três dias que serão dominados pela analise e expansão das áreas de cooperação bilateral entre estes dois países ligados pela língua comum e por laços históricos que datam de há séculos e cujos povos se encaram como irmãos que vivem apenas distantes um do outro.
De acordo com o programa da sua visita aque AIM teve acesso, Aires Ali participará amanha, segunda-feira, num seminário em que se abordarão as novas tecnologias em aplicação na produção agrícola no Brasil e as oportunidades de negócios existentes nos dois países, em que tomarão parte também homens de negócios de ambos os países.
No encontro, consta que se dará maior destaque ao projecto ‘ProSavana’ que desde este ano está sendo implementado com o apoio do Brasil e do Japão em doze distritos moçambicanos das províncias de Nampula, Cabo Delgado e Zambézia.
O ‘ProSavana’ é um projecto tripartido que está sendo implementado em Moçambique envolvendo os governos de Moçambique, Brasil e do Japão, visando promover uma agricultura empresarial e mais produtiva, tendo em conta as potencialidades e os recursos disponíveis no país e particularmente naquelas províncias.
No mesmo encontro, Aires Ali vai se inteirar do sucesso brasileiro na área da produção agrícola e colher experiências com vista a promover, em Moçambique, uma agricultura competitiva e sustentável.
O Brasil é um dos maiores exportadores de Soja no mundo, uma cultura que é cultivada em terrenos muito similares as extensas áreas existentes em Moçambique.
O projecto abrange cerca de 700 mil hectares de terra. Em 1970, o Japão implementou, no Brasil, um projecto de desenvolvimento agrícola semelhante ao “ProSavana” que revolucionou a produção agrícola numa zona brasileira hoje considerada de maior produtividade.
O anúncio de concessão de terra para a prática de agricultura por empresários estrangeiros em Moçambique causou alguns receios da opinião pública que antevê a possibilidade de as comunidades perderem as suas terras, principal fonte para o seu sustento. Na realidade, o projecto prevê a transferência de uma experiência que tornou o Brasil num dos poucos países no mundo auto-suficiente em alimentos.
Para além da Agricultura, o Brasil coopera com Moçambique na área sanitária e mineira, destacando-se a construção de uma fabrica de produção de anti-retrovirais e a exploração de carvão mineral nas reservas carboníferas de Moatize, na província central de Tete, pela empresa brasileira Vale.
No que tange à Saúde, o Brasil está a financiar a construção de uma fábrica de produção de anti-retrovirais, em Moçambique, uma infra-estrutura que deverá ser inaugurada ainda no presente ano. Milhares de moçambicanos e de outros países da região doentes de Sida deverão prolongar a sua vida graças a este projecto.
Durante a sua permanecia no Brasil, Aires Aly vai manter vários outros encontros com membros do governo daquele país e empresários, procurando formas de promover o investimento directo estrangeiro no país.
publicado por Jornal NMz Moçambique às 18:05
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
18
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vandalizada sede do MDM

. Professores de nível supe...

. Raios mataram oito pessoa...

. Saúde preocupada com elev...

. Enfermeiros reúnem-se par...

. Ministro exonera deputado...

. Caso sequestros: Ministro...

. Em plena consulta: Explos...

. Oposição critica “insensi...

. Jorge Khálau reconduzido ...

.arquivos

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

.tags

. todas as tags

.favorito

. CIDADE DE TETE, VENDA DE ...

. BREVE HISTORIAL DE NOTÍCI...

. MOVIMENTO NMOZ:: Juntos ...

blogs SAPO

.subscrever feeds